Riscos ao fazer  fraude com energia elétrica

O que é uma fraude com energia elétrica

A fraude com energia elétrica é uma prática ilegal que consiste em manipular ou adulterar equipamentos de medição de energia, com o objetivo de diminuir ou eliminar o consumo de energia elétrica registrado e, consequentemente, pagar menos pela energia consumida.

Essa prática prejudica não apenas as empresas fornecedoras de energia elétrica, que deixam de receber pelos serviços prestados, mas também a sociedade como um todo. Isso porque, ao reduzir o consumo de energia elétrica, os fraudadores contribuem para o aumento do consumo de energia não renovável, como o petróleo e o carvão, que geram impactos ambientais negativos.

Além disso, a fraude com energia elétrica pode causar prejuízos financeiros para a própria pessoa que está cometendo a fraude, já que, em alguns casos, a manipulação dos equipamentos de medição pode provocar curtos-circuitos, incêndios e outras situações de risco, colocando em risco a vida e a segurança dos moradores e das instalações elétricas.

Para combater a fraude com energia elétrica, as concessionárias de energia elétrica realizam fiscalizações periódicas nas instalações dos consumidores, buscando identificar possíveis irregularidades nos equipamentos de medição.

Assista o vídeo abaixo e conheça os tipos de fraude com energia elétrica:

O que acontece com quem faz fraude com energia elétrica

Quem faz fraude com energia elétrica está cometendo uma infração prevista na legislação brasileira e pode sofrer penalidades e sanções legais, que variam de acordo com a gravidade da fraude e as circunstâncias em que ela foi cometida.

As sanções mais comuns aplicadas às pessoas que fazem fraude com energia elétrica são o pagamento de multas, a cobrança retroativa das tarifas de energia elétrica que deixaram de ser pagas devido à fraude, a suspensão ou o corte do fornecimento de energia elétrica e até mesmo a prisão em casos mais graves, como quando a fraude resulta em acidentes ou coloca em risco a vida das pessoas.

Além disso, quem comete fraude com energia elétrica pode ser processado na esfera civil, tendo que arcar com indenizações pelos danos causados à empresa fornecedora de energia elétrica e à sociedade em geral, como o impacto ambiental negativo provocado pelo aumento do consumo de energia não renovável.

Portanto, é importante que as pessoas evitem cometer fraudes com energia elétrica e mantenham suas instalações elétricas em boas condições de uso, respeitando as normas técnicas e as legislações vigentes, a fim de evitar sanções legais e contribuir para a preservação do meio ambiente e para o desenvolvimento sustentável.

Fazer fraude com energia elétrica é crime?

Sim, fazer fraude com energia elétrica é considerado crime no Brasil, de acordo com o artigo 155 do Código Penal, que trata do crime de furto. A fraude com energia elétrica consiste em adulterar ou manipular os equipamentos de medição de energia elétrica, a fim de obter vantagem indevida, diminuindo ou eliminando o consumo de energia elétrica registrado, e pagando menos pelo serviço consumido.

Você gostaria de atuar como perito(a) judicial nos casos de fraude no consumo de energia? Assista o vídeo abaixo e conheça as oportunidades nessa área.

https://youtu.be/xjKtcDbRB1o?si=tgmiabUnboH80bim

Quer se tornar um Perito(a) Judicial de Fraude no Consumo de Energia Elétrica?

Inscreva-se no curso avançado e ao vivo e aprenda de forma simples e descomplicada tudo o que precisa saber para começar a trabalhar nessa área. O valor da sua hora técnica pode ultrapassar R$ 500,00.

Clique na imagem abaixo e faça sua inscrição para participar da próxima turma!

Aproveite e conheça outros conteúdos:

O que é um Termo de Ocorrência e Inspeção (TOI)

Tipos de fraude no consumo de energia elétrica

Como é descoberto um “Gato” – 3 Dicas para Peritos(as) e Advogados(as)

Autoria:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *